Eritropoietina

Também Conhecido como: EPO
Nome formal: Eritropoietina
Testes relacionados: Hematócrito, Hemoglobina, Hemograma Completo, RBC, Reticulocyte Count



O que vai ser analisado?

Este teste determina a quantidade de eritropoietina presente no sangue. A eritropoietina é uma hormona produzida principalmente pelos rins. É sintetizada e libertada na corrente sanguínea como resposta à diminuição da concentração de oxigénio. A eritropoietina é transportada para a medula óssea, onde estimula as células estaminais a diferenciarem-se em glóbulos vermelhos (eritrócitos). Os glóbulos vermelhos contêm hemoglobina, uma proteína que transporta oxigénio no organismo. Os glóbulos vermelhos têm uma duração média de 120 dias e geralmente são semelhantes na forma e tamanho.

 

O organismo tem um sistema de equilíbrio que mantém de forma relativamente estável o número de glóbulos vermelhos. Se são produzidos em menor quantidade, ou caso se percam em excesso através de uma hemorragia ou destruição (hemólise) devido a irregularidades na forma, tamanho, função ou outras causas, então o doente sofre de anemia e a sua capacidade para transportar oxigénio diminuirá. A produção de glóbulos vermelhos depende da capacidade funcional da medula óssea, do suporte adequado de ferro e nutrientes como a vitamina B12 e folato, e da concentração e resposta adequada à eritropoietina.

 

A quantidade de eritropoietina libertada relaciona-se com a gravidade da hipoxia e da capacidade dos rins em produzir eritropoietina. A hormona permanece activa por um curto período de tempo e é depois eliminada do organismo pela urina. O aumento da produção e libertação de eritropoietina continua até os níveis de oxigénio no sangue subirem para concentrações normais. Quando isso acontece, a sua produção diminui. No entanto, se existir uma lesão nos rins ou se estes não forem capazes de satisfazer a procura de eritropoietina, ou se a medula óssea não for capaz de responder à estimulação, como pode acontecer com uma doença da medula óssea, o doente pode vir a sofrer de anemia.

 

Se existe um excesso de produção de eritropoietina, como acontece com alguns tumores renais benignos ou malignos e com uma variedade de outros cancros, podem produzir-se glóbulos vermelhos em excesso (policitemia). Esta situação pode conduzir a um aumento do volume sanguíneo, a um aumento da viscosidade do sangue e a hipertensão.

 

Como se obtém a amostra para análise?

A amostra de sangue é colhida de uma veia do antebraço.

 

É necessário alguma preparação para garantir a qualidade da amostra?

Não é necessário qualquer preparação.




Última data modificada28.09.2010

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.