Ferro Sérico

Também Conhecido como: Fe sérico
Nome formal: Ferro Sérico
Testes relacionados: Ferritina, Hematócrito, Hemoglobina, CTFF, Transferrina, Hemoglobin Variants, ZPP

1. Deficiência de ferro é o mesmo que anemia? Quais são os sintomas?

2. Quais são os sinais de excesso de ferro no meu organismo?

3. Que alimentos são mais ricos em ferro?

4. Quem necessita de suplementos de ferro?

5. A anemia provocada pela deficiência de ferro manifesta-se rapidamente ou é um processo demorado?

6. O sangue doado afecta os meus níveis de ferro?

 

 

1. Deficiência de ferro é o mesmo que anemia? Quais são os sintomas?

A deficiência de ferro refere-se a uma diminuição do ferro armazenado, enquanto que a anemia se deve à redução de hemoglobina no sangue. Para que a anemia se desenvolva, são necessárias várias semanas até que o ferro armazenado se esgote. Inicialmente, a deficiência de ferro não costuma provocar efeitos. Se uma pessoa for saudável, os sintomas raramente aparecem antes que a hemoglobina no sangue diminua para um certo valor (10 g por decilitro). Alguns sinais que indicam falta de ferro são o cansaço e palpitações cardíacas.

 

Enquanto o ferro diminuir, pode sentir falta de ar e tonturas. Se a anemia for grave, pode ter sintomas como angina (dor no peito), dores de cabeça e de pernas. As crianças podem ter dificuldades de aprendizagem (cognitivas). Além dos sintomas gerais de anemia, existem certos sintomas característicos da deficiência de ferro. Estes incluem pica (desejo enorme de substâncias específicas, como caramelos, giz ou terra), uma sensação de queimadura na língua ou uma língua macia, feridas nos cantos da boca, e unhas dos dedos das mãos e dos pés em forma de colher.

 

 

2. Quais são os sinais de excesso de ferro no meu organismo?

O sintoma mais comum é dor, uma vez que o ferro se acumula no organismo, normalmente nas articulações. Outros sintomas incluem fadiga e cansaço, dor abdominal, diminuição da libido e problemas cardíacos. Algumas pessoas, no entanto, podem não ter quaisquer sintomas.

 

 

3. Que alimentos são mais ricos em ferro?

Se os testes laboratoriais mostrarem que o doente é anémico, comer alimentos ricos em ferro, como carne vermelha, pode ajudar no tratamento da doença. Algumas escolhas acertadas para uma alimentação rica em ferro incluem: carnes, fígado, ovos, vegetais de folha verde (espinafres, couves), gérmen de trigo, cereais e pão integral, passas e melaços. Se lhe foi diagnosticado anemia por deficiência de ferro, ou se está grávida ou a amamentar, pode ser necessário que tome ferro, de forma a aumentar a quantidade de ferro no organismo. Pergunte ao seu médico qual o suplemento indicado para si.

 

 

4. Quem necessita de suplementos de ferro?

As pessoas que necessitam de suplementos de ferro são, normalmente, as mulheres grávidas e doentes com deficiência de ferro documentada.

 

 

5. A anemia provocada pela deficiência de ferro manifesta-se rapidamente ou é um processo demorado?

A anemia por deficiência de ferro desenvolve-se gradualmente. Se a perda de ferro for superior à quantidade de ferro absorvido na alimentação, o ferro armazenado começa a ser utilizado. A este ponto, a ferritina estará baixa, mas o ferro sérico e a CTFF estão normais, e não estamos perante um caso de anemia. No momento em que a deficiência de ferro se agrava, os níveis de ferro sérico diminuem, a CTFF e transferrina aumentam e a anemia começa a desenvolver-se. Em situações de deficiência de ferro prolongada ou grave, os glóbulos vermelhos tornam-se pequenos e de cor pálida.

 

 

6. Dar sangue afecta os meus níveis de ferro?

Sim. Sempre que der sangue, perde cerca de 250mg de ferro. O nível de ferritina sérica, que reflecte a quantidade total de ferro armazenado, diminui em cada dádiva. Quanto mais sangue der, mais baixos serão os níveis de ferritina. Outros testes, como o ferro sérico e a CTFF, não são tão afectados pela dádiva de sangue.


Última data modificada28.09.2010