Cafeína

Também Conhecido como: Aminofilina
Nome formal: Cafeína, Teofilina
Testes relacionados:



Como é utilizado?

Quando é solicitado?

O que significa o resultado?

Há mais alguma coisa que deveria saber?

 

Como é utilizado?

O teste da teofilina é usado para monitorizar a quantidade de teofilina no sangue. Por norma, é pedido como concentração mínima – previa à próxima dose quando se espera que a concentração deste fármaco esteja no seu nível mais baixo. Testes ocasionais podem também ser pedidos se o médico suspeita que o doente tem toxicidade devido à teofilina. Em pessoas com níveis excessivos de teofilina, várias amostras podem ser pedidas para avaliar as suas concentrações, até que as concentrações terapêuticas sejam atingidas.

 

Ao contrário do teste da teofilina, os níveis de cafeína no sangue não são usados rotineiramente para monitorizar a terapia. Por norma, os recém-nascidos a quem é administrada cafeína são monitorizados clinicamente para episódios de apnéia e sinais de toxicidade, e os efeitos fisiológicos do fármaco são atentamente observados. A maioria destes doentes responde a doses standardizadas de medicação. O teste é primeiramente solicitado se um recém-nascido não responde de forma desejada à terapia, ou se demonstra sinais de toxicidade. Uma vez que doses diárias e um tempo de semi-vida aumentado nos recém-nascidos prematuros geralmente resultam em níveis estáveis de fármaco, a amostra colhida é, por norma, ocasional.

 

Quando é solicitado?

Quando uma pessoa inicia um tratamento com teofilina, o teste da teofilina pode ser solicitado várias vezes de forma a ajustar a dosagem, até que os níveis terapêuticos sejam atingidos. O teste pode ser pedido sempre que o indivíduo tem sintomas que o médico suspeita ser devido a níveis tóxicos de teofilina e sempre que o indivíduo não está a responder de forma esperada à terapia. O médico pode pedir várias determinações da teofilina quando um doente está a ser tratado a uma intoxicação pela teofilina. O médico pode solicitar um teste quando um doente que está a tomar teofilina sofre uma mudança significativa do seu estado de saúde e/ou quando o doente inicia ou descontínua a toma de fármacos que afectam o metabolismo da teofilina.

 

Sintomas associados à toxicidade aguda devida à teofilina podem incluir:

 

·         Baixa tensão arterial;

·         Ritmo cardíaco acelerado;

·         Agitação;

·         Tremores;

·         Náuseas;

·         Dores abdominais;

·         Estado de confusão.

 

O teste da cafeína pode ser pedido sempre que um recém-nascido prematuro, ao contrário do que era esperado, não está a responder ao tratamento e/ou sempre que uma criança tem sintomas que o médico suspeita estão relacionados com níveis excessivos de cafeína. Sintomas associados com níveis de cafeína excessivos podem incluir:

 

 

·         Intolerância alimentar;

·         Nervosismo;

·         Irritabilidade;

·         Tremores;

·         Ritmo cardíaco acelerado;

·         Convulsões.

 

O que significa o resultado?

Níveis baixos de teofilina e cafeína podem indicar que o doente não atingiu as concentrações terapêuticas e, consequentemente, os níveis destes fármacos são insuficientes para serem efectivos. A concentração terapêutica para a teofilina, quando usado como broncodilatador, é aproximadamente 10-20 mcg/mL (44-111 µ mol/L), sendo que, concentrações superiores a 20 mcg/mL (111 µ mol/L) são consideradas tóxicas. Alguns doentes podem ter efeitos laterais significativos com concentrações inferiores a 20 mcg/mL. Quando a teofilina é usada para tratar a apnéia em recém-nascidos prematuros, a gama de concentrações terapêuticas é de 6-13 mcg/mL (33-72 µ mol/L).

 

A concentração terapêutica de cafeína para o tratamento de apnéia prematura é de 8-14 mcg/mL (41-72 µ mol/L), enquanto que concentrações superiores a 20 mcg/mL (103 µ mol/L) são consideradas tóxicas.

 

Concentrações terapêuticas a nível sanguíneo são o garante, para a maioria das pessoas, de que não sofrerão efeitos laterais significativos. O risco de convulsões e efeitos adversos aumentam com os níveis destes fármacos superiores às concentrações terapêuticas.  

 

 

Há mais alguma coisa que deveria saber?

A teofilina pode afectar, e ser afectada, por uma grande variedade de fármacos e compostos. Quando o seu médico lhe prescreve teofilina, deverá indicar-lhe todos os medicamentos prescritos e de venda livre que está a tomar, bem como se está a tomar contraceptivos orais, algum suplemento de ervanário como por exemplo a equinácea, a camomila, e o gingko, a quantidade de cafeína e álcool que consome, bem como indicar também se é ou não fumador.

 

O uso da teofilina como broncodilatador diminuiu à medida que tratamentos para a asma mais efectivos e menos tóxicos foram desenvolvidos. Apesar de ainda hoje continuar a ser usado não é, contudo, a primeira escolha de tratamento.

 

Nos recém-nascidos, uma quantidade significativa da dose de teofilina é metabolizada em cafeína. Nas crianças e nos adultos esta conversão é muito mais reduzida. Em casos em que a concentração de teofilina está dentro dos níveis terapêuticos mas o recém-nascido mostra sinais de toxicidade, os níveis de cafeína deverão ser determinados.




Última data modificada04.10.2010

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.