Hemocultura

Também Conhecido como:
Nome formal: Hemocultura
Testes relacionados: Urocultura, Flu Tests



O que vai ser analisado?

As hemoculturas são feitas para detectar e identificar bactérias e leveduras no sangue. As infecções da corrente sanguínea são geralmente causadas por bactérias (bacteremia), mas também podem ser causadas por leveduras ou outros fungos ou por vírus. A origem da infecção ocorre geralmente num local específico do corpo. Quando o sistema imunitário do doente não consegue conter uma infecção na sua origem, tal como uma infecção do tracto urinário a partir da bexiga ou dos rins, a infecção dissemina-se pela corrente sanguínea por todo o corpo, infectando outros órgãos e provocando uma grave infecção sistémica.

Os termos septicemia e sépsis são por vezes usados como sinónimos. Septicemia refere-se a uma infecção do sangue, enquanto a sépsis é a resposta do corpo à infecção, sendo grave, esmagadora, e por vezes coloca a vida em risco.

A endocardite, uma inflamação e infecção do revestimento do coração e/ou das válvulas do coração, e pode ser resultado de uma infecção da corrente sanguínea. Os doentes com próteses de válvulas cardíacas ou articulações protésicas têm maior risco de infecção sistémica após a cirurgia, embora estas infecções não sejam comuns. Qualquer doente com um sistema imunitário comprometido devido a uma doença subjacente, tais como a leucemia ou o HIV/SIDA, ou devido a agentes imunossupressores, tais como os quimioterápicos correm maior risco, uma vez que o sistema imunitário tem menor capacidade de eliminar os microorganismos que ocasionalmente entram no sangue. Bactérias e leveduras também podem ser introduzidos directamente na corrente sanguínea através do uso de drogas por via intravenosa ou através de catéteres intravenosos ou drenos.

As amostras de sangue para hemocultura são colhidas para frascos que contêm nutrientes, que facilitam o crescimento e permitem a detecção de microrganismos, tanto os que preferem o oxigénio (aeróbios) como os que prosperam num ambiente sem oxigénio (anaeróbios). São colhidas várias amostras em tempos distintos ou de veias diferentes. Este procedimento é feito para ajudar a detecção de microrganismos presentes em pequenas quantidades e/ou libertados para a corrente sanguínea de forma intermitente. Também é feito para assegurar que os microrganismos detectados são a causa da infecção e não são apenas um contaminante. As hemoculturas são incubadas durante vários dias. Em muitos laboratórios, o processo é automatizado por  instrumentos de monitorização continua, o que permite que as amostras com bactérias ou leveduras sejam detectadas mais rapidamente.

Quando uma hemocultura é positiva, o microorganismo que causa a infecção é identificado e são executados os testes de susceptibilidade aos antibióticos para comunicar ao médico quais os antibióticos com maior probabilidade de serem eficazes no tratamento.

 

Como se obtém a amostra para análise?

 

Geralmente, duas a três amostras de sangue são colhidas em tempos diferentes e/ou  de veias diferentes para aumentar a probabilidade de crescimento de microorganismos se estiverem presentes no sangue e para diferenciar os microrganismos patogénicos das bactérias da pele que podem contaminar a hemocultura durante o processo de colheita.

O sangue é obtido através da inserção de uma agulha na veia do antebraço. O local de colheita é completamente limpo, geralmente com uma solução de álcool isopropílico, seguido por uma solução de iodo, que é aplicado em padrão circular e, em seguida, deixa-se secar. O flebotomista colhe cerca de 20 mililitros de sangue, e coloca-o em duas frascos de cultura contendo caldo de crescimento para microrganismos aeróbios e anaeróbios. Estes dois frascos constituem, em conjunto, a hemocultura. Um segundo conjunto de culturas de sangue devem ser colhido a partir de um local de punção venosa diferente, em geral, imediatamente após a primeira punção venosa, de acordo com o procedimento. Quaisquer amostras subsequentes podem ser colhidas em tempos diferentes. Na criança também são obtidas várias amostras, mas a quantidade de cada amostra de sangue será menor e adequada ao tamanho do corpo.

 

É necessário algum teste de preparação para garantir a qualidade da amostra?

 

Não é necessária nenhuma preparação para a análise.




Última data modificada15.04.2014

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.