Hemocultura

Também Conhecido como:
Nome formal: Hemocultura
Testes relacionados: Urocultura, Flu Tests



Como é utilizado?

Quando é solicitado?

O que significa o resultado?

Há mais alguma coisa que deveria saber?

 

Como é utilizado?

As hemoculturas são utilizados para detectar a presença de bactérias ou leveduras no sangue, para identificar o microrganismo(s) presente, e para orientar o tratamento. São geralmente prescritas duas ou mais hemoculturas e colhidas amostras consecutivas. Muitas vezes, é prescrito um hemograma, juntamente com, ou antes da hemocultura para determinar se o indivíduo tem um aumento do número de células brancas do sangue, o que indica um potencial de infecção. Às vezes, são realizados outros testes, tal como um painel de química para avaliar o estado de saúde dos órgãos, ou uma amostra de urina, expectoração, ou a cultura líquido cefalorraquidiano (LCR) para ajudar a identificar a origem da infecção original. Isto é realiza-se quando uma pessoa tem sintomas associados a uma infecção do tracto urinário, pneumonia ou meningite.

 

Quando é solicitado?

Um médico pode prescrever hemoculturas, quando um doente apresenta sintomas de sépsis, o que indica que as bactérias, leveduras ou subprodutos tóxicos estão a causar lesões no corpo.

Uma pessoa com sépsis pode ter:

Calafrios, febre

Náuseas

Respiração rápida, batimentos cardíacos rápidos

Confusão mental

A produção diminuída de urina

 

Os sintomas mais graves podem envolver inflamação por todo o corpo e formação de pequenos coágulos de sangue nos vasos sanguíneos mais pequenos. Um ou mais órgãos podem começar a parar de funcionar e pode haver uma perigosa queda da pressão arterial.

Quando um doente tem uma infecção recente, foi submetido a um procedimento cirúrgico, prótese valvular cardíaca ou está sob terapia imunossupressora, corre maior risco de infecção sistémica, e a colheita para hemoculturas é apropriada quando os sintomas estão presentes. As hemoculturas são colhidas mais frequentemente em recém-nascidos e crianças pequenas, que podem ter uma infecção sem os sinais e sintomas típicos da sépsis.

 

O que significa o resultado?

Quando as hemoculturas são positivas, é mais provável que o doente tenha uma infecção na corrente sanguínea de bactérias ou leveduras e precise de ser tratada imediatamente, geralmente num hospital. A sépsis pode ser fatal, especialmente em doentes imunocomprometidos. Os doentes que têm uma infecção na corrente sanguínea s sentem-se muito mal. O médico pode começar a tratar o doente com um antibiótico de largo espectro por via endovenosa que é eficaz contra uma vasta gama de bactérias, enquanto espera pelos resultados do teste. Quando os resultados estão disponíveis, este tratamento pode ser modificado, para ser mais específico para o microrganismo que é detectado nas hemoculturas e as no teste de susceptibilidades a antibióticos.

Um resultado positivo pode também ser um falso positivo, provocado pela contaminação da pele. Quando dois ou mais conjuntos de hemoculturas são positivos para as mesmas bactérias ou leveduras, é mais provável que o microrganismo em cultura seja a causa da infecção. Quando um conjunto é positivo e um conjunto é negativo, pode ser uma infecção ou contaminação. O médico terá que avaliar o estado clínico da pessoa e o tipo de microrganismo encontrado.

Quando os conjuntos de hemocultura são ambos negativos, (muitas vezes referidas por "amicrobiana"), a probabilidade de que uma doente tenha sépsis provocada por bactérias ou leveduras é baixa. Se os sintomas persistirem, no entanto, como uma febre que não desaparece, podem ser necessários testes adicionais.

Algumas razões para que os sintomas possam não desaparecer, embora com  resultados  de hemocultura negativos podem incluir:

-Alguns microrganismos crescem com dificuldade em cultura, pelo que podem ser feitas hemoculturas adicionais utilizando meios nutritivos especiais para favorecerem o crescimento e posterior identificação do agente patogénico.

-Os vírus não podem ser detectados utilizando frascos de hemocultura concebidos para o crescimento as bactérias. Quando o médico suspeita que uma infecção viral pode ser a causa dos sintomas do doente, precisam ser executados outros testes laboratoriais. Os testes prescritos dependem dos sinais clínicos da pessoa e do tipo de vírus que está a provocar a infecção.

-Os resultados de outros testes que podem ser feitos em conjunto com hemoculturas  podem indicar sépsis mesmo quando as hemoculturas são negativas.

-Alguns destes testes podem incluir:

Hemograma completo - a contagem de células brancas do sangue aumentada pode indicar infecção.

Complemento - os níveis de C3 podem estar aumentados.

A urina, expectoração, ou cultura de LCR podem ser positivos, o que indica uma possível origem de infecção que pode disseminar-se pelo  sangue.

 

Há mais alguma coisa que deveria saber?

A sépsis significa disseminação de bactérias ou leveduras por todo o corpo, pelo que um doente infectado pode manifestar diversos sintomas da doença. O sistema imunológico está a lutar para superar a infecção e produz muitos factores para eliminar as bactérias. A septicemia pode causar uma queda na pressão arterial (choque), um aumento do ritmo cardíaco, e pode diminuir o fluxo de sangue no cérebro, coração e rins, bem como alterar os componentes da coagulação do sangue, conduzindo a coagulação intravascular disseminada, que pode causar hemorragia generalizada. As bactérias no sangue também podem disseminar para as articulações e causar artrite séptica.




Última data modificada15.04.2014

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.