Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes

Também Conhecido como: PSOF; “Hemoccult”; Teste de resina de guaiaco; Sangue oculto nas fezes
Nome formal: Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes
Testes relacionados:



O que vai ser analisado?

A Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes (PSOF) procura a presença de sangue oculto nas fezes. Habitualmente, as perdas de pequenas quantidades de sangue através do tracto gastrointestinal (GI) não são em quantidade suficiente para serem detectadas no PSOF. Qualquer quantidade significativa de sangue eliminado através da fezes (fezes sanguinolentas ou escuras), deve ser investigado.

 

Como se obtém a amostra para análise?

Existem vários métodos para realizar a pesquisa de sangue oculto nas fezes: o método de resina de guaico, o método que emprega um teste rápido, e os métodos imunoquímicos. Cada método tem uma abordagem diferente na colheita e análise da amostra de fezes para detectar sangue oculto.

 

 

No método de resina de guaico o seu médico ou laboratório dá-lhe um ou mais cartões para o teste. Tem que colher uma amostra separada de fezes de três defecções diferentes, normalmente em dias consecutivos. Cada amostra de fezes deve ser colhida num frasco limpo e não contaminado com urina ou água. O cartão é identificado com o seu nome e a data; depois, mediante o uso de um aplicador, coloca um fino esfregaço das fezes na área designada e deixe secar. Uma vez seco, está estável. Normalmente, recolhem-se todas as amostras em dias consecutivos, quer apenas num cartão com três amostras ou em três cartões separados, e depois devolvem-se ao laboratório.

 

Quando se usa um teste rápido, estes são colocados na sanita depois de uma defecação. Os tecidos contêm um químico que produz uma mudança de cor na presença de sangue. Deve verificar se existe uma mudança de cor. O seu médico pode perguntar-lhe se o teste mudou de cor. Este teste é, normalmente, realizado em três dias consecutivos.

 

Com os testes imunoquímicos, o método de colheita pode variar conforme a especificidade do material. É comum usar-se uma escova especial ou outro instrumento para colher a amostra de fezes. Usa-se então a escova ou outro instrumento para transferir a amostra para um cartão especial. Depois do cartão secar, devolva-o ao seu médico ou laboratório. Normalmente, colhem-se duas ou três amostras em dias distintos.

 

Existe algum teste de preparação necessário para garantir a qualidade da amostra?

 

O método de resina de guaico e o teste rápido detectam o sangue que entra no tracto digestivo. Desta forma, qualquer passo tomado para evitar a introdução de sangue no tracto digestivo vai melhorar a qualidade da amostra. O sangue derivado de hemorragias da gengiva (devido a algum procedimento dentário ou a uma doença a nível da gengiva) pode ser detectado por estes testes. O sangue no estômago que pode ser derivado à toma de alguns fármacos como aspirina também vai ser detectado por estes testes. Sendo assim, o doente é aconselhado a evitar a toma de aspirinas ou evitar algum procedimento em relação aos dentes, até três dias antes de começar a colher as amostras de fezes.

 

O método de resina de guaico e o teste rápido baseiam-se numa reacção química para produzir a mudança de cor que indica um teste positivo. Alimentos como carnes vermelhas, brócolos, nabos, e fármacos como colchicina, iodo e ácido bórico também podem provocar a mesma reacção e fazer com que o teste seja positivo, mesmo perante a ausência de sangue (um resultado falso positivo). A vitamina C, por outro lado, interfere na reacção química e evita a formação da cor que deve aparecer na presença de sangue (um resultado falso negativo).

 

O médico pode fornecer-lhe uma lista de alimentos e fármacos que deve evitar ou então na própria caixa do teste virá uma lista com algumas instruções a seguir. Informe-se com o seu médico antes de parar de tomar alguns medicamentos, para ter a certeza que é seguro fazê-lo.

 

Para os métodos imunoquímicos, não existem restrições a nível de alimentação ou de medicamentos, e não é necessário evitar procedimentos dentários. O teste detecta apenas o sangue presente no tracto gastrointestinal inferior (cólon).




Última data modificada13.01.2010

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.