T4

Também Conhecido como: T4 total; T4 livre
Nome formal: Tiroxina
Testes relacionados: Anticorpos anti-tiroideus, TSH, T3



O que vai ser analisado?

Este teste quantifica os níveis de tiroxina, T4, no sangue. A T4 é uma das duas principais hormonas produzidas pela glândula da tiróide (a outra é a triiodotironina, T3). A glândula da tiroide é um pequeno órgão em forma de borboleta que se situa logo abaixo da “maça de Adão”. Esta glândula desempenha um papel fundamental no controlo do ritmo a que o organismo utiliza a energia disponível no organismo.

O organismo possui um sistema de retroalimentação que regula a produção da hormona tiróide. Quando os níveis de T4 na corrente sanguínea diminuem, o hipotálamo liberta a hormona libertadora da tirotropina (TRH) que, por sua vez, estimula a glândula pituitária (hipófise), órgão situado abaixo do hipotálamo, a libertar a hormona estimuladora da tiróide (TSH), a qual estimula a glândula da tiróide a produzir e/ou a libertar mais T4. À medida que as concentrações de T4 aumentam, a libertação de TSH é inibida.

A T4 constitui até cerca de 90% das hormonas. No interior da glândula da tiróide, a T4 está ligada a uma proteína chamada tiroglobulina. Sempre que o organismo requer esta hormona, a glândula da tiróide liberta para a circulação a T4 armazenada. No sangue, a T4 pode estar na forma livre (não ligada) ou ligada a proteínas, principalmente à globulina ligadora da tiroxina (ou TBG, do inglês thyroxine-binding globulin). A concentração de T4 livre constitui apenas cerca de 0,1% do total de T4. A T4 é convertida em T3 no fígado e noutros tecidos. A T3, tal como a T4, tem grande afinidade para a ligação a proteínas, no entanto, são as formas livres de T3 e de T4 as biologicamente activas. A T3 livre é cerca de 4 a 5 vezes mais activa que a T4 livre.

Se a glândula da tiróide não produz suficiente T4, devido a uma disfunção da tiróide ou a insuficiente TSH, então o doente irá experimentar sintomas relacionados com hipotiroidismo, tais como ganho de peso, pele seca, intolerância ao frio, ciclo menstrual irregular e fadiga. Se a glândula da tiroide produz T4 em excesso, o metabolismo do doente irá aumentar e originar sintomas relacionados com hipertiroidismo como, por exemplo, taquicardia, ansiedade, perda de peso, insónias, tremores nas mãos, olhos inchados e irritados.

As causas mais comuns de disfunções da tiróide estão relacionadas com doenças auto-imunes. A doença de Graves origina hipertiroidismo e a tiroidite de Hashimoto provoca hipotiroidismo. Tanto o hipotiroidismo como o hipertiroidismo podem também ter como causa uma tiroidite, cancro da tiroide ou a excessiva ou deficiente produção de TSH. O efeito destas condições na produção da T4 pode ser detectada e monitorizada através da quantificação da T4 total (que inclui a forma ligada e a forma livre) ou da T4 livre (forma não ligada).

 

Como se obtém a amostra para análise?

A amostra de sangue é colhida de uma veia do braço ou através de uma picada no calcanhar de um recém-nascido.

 

É necessário algum teste de preparação para garantir a qualidade da amostra?

Não. Certos medicamentos podem interferir com o teste, por isso, é aconselhável informar o seu médico sobre quaisquer fármacos que esteja a tomar.  




Última data modificada25.04.2014

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.