Sódio

Também Conhecido como: Na
Nome formal:
Testes relacionados: Cloreto, Potássio, Electrólitos, CO2

Como é utilizado?

Quando é solicitado?

O que significa o resultado?

Há mais alguma coisa que deveria saber?

 

 

Como é utilizado?

O teste de sódio no sangue é utilizado para detectar hiponatremia ou hipernatremia associada à desidratação, edema e a uma variedade de doenças. O médico pode solicitar este teste, em conjunto com outros electrólitos, para o rastreio de um desequilíbrio electrólito. Pode ser solicitado para determinar se uma doença ou condição relacionada com o cérebro, pulmões, fígado, coração, rins, tiróide ou glândulas adrenais está a ser provocada ou exacerbada por uma deficiência ou excesso de sódio. Em doentes com um desequilíbrio electrolítico conhecido, pode solicitar-se um teste de sódio no sangue em intervalos regulares para controlar a eficácia do tratamento. Também pode solicitar-se para controlar doentes que tomam medicamentos que possam afectar os níveis de sódio, como os diuréticos.

 

Por norma, os níveis de sódio na urina são testados em doentes que têm níveis anormais de sódio no sangue, para ajudar a determinar se o desequilíbrio se deve, por exemplo, ao consumo ou perda excessiva de sódio. O teste de sódio na urina também se utiliza para verificar se uma pessoa com elevada pressão arterial ingere demasiada quantidade de sal. Utiliza-se muitas vezes em pessoas com problemas renais de forma a ajudar o médico a determinar a causa da lesão renal, ajudando assim na orientação do tratamento.

 

 

Quando é solicitado?

Este teste faz parte de uma avaliação de rotina na maior parte dos doentes. È um dos electrólitos sanguíneos os quais, normalmente, são solicitados em conjunto. Também está incluído no painel metabólico básico, muito usado quando o individuo tem problemas de saúde não específicos, e para controlar o tratamento que inclui fluidos por via intravenosa, ou quando existe a possibilidade de desidratação. Os painéis de electrólitos e os painéis metabólicos básicos também se utilizam para controlar o tratamento de alguns problemas, incluindo a elevada pressão arterial, insuficiência cardíaca e doença hepática e renal.

 

O teste de sódio no sangue pode ser solicitado quando um doente tem sintomas de hiponatremia, tais como fraqueza, confusão e letargia, ou sintomas de hipernatremia como sede, diminuição da frequência urinária, espasmos musculares e/ou agitação.

 

O que significa o resultado?

Um nível baixo de sódio no sangue significa que o doente sofre de hiponatremia, que se deve normalmente à perda excessiva de sódio, demasiada ingestão ou retenção de água, ou à acumulação de fluidos no organismo (edema). Se os níveis de sódio diminuem rapidamente, o doente pode sentir-se fraco e cansado; em casos mais severos, pode sentir confusão ou mesmo entrar em coma. No entanto, quando os níveis de sódio diminuem lentamente, pode não haver sintomas. Por esta razão, os níveis de sódio devem ser determinados mesmo que não existam sintomas.

 

A hiponatremia raramente é provocada pela diminuição do consumo de sódio (deficiente ingestão na dieta ou insuficiente concentração de sódio nos fluidos de tratamento intravenoso). É mais comum que se deva à perda de sódio (doença de Addison, diarreia, suor excessivo, administração de diuréticos ou doença renal). Em alguns casos, deve-se ao aumento do teor de água no organismo (ingestão em demasiada de água, insuficiência cardíaca, cirrose, doenças renais que provocam perda de proteínas [síndrome nefrótica]). Em certas doenças (particularmente aquelas que envolvem o cérebro e pulmões, vários tipos de cancro, e o uso de alguns fármacos), o organismo sintetiza demasiada hormona antidiurética, provocando o aumento da retenção de água no organismo.

 

Um nível elevado de sódio no sangue é sianl que o doente sofre de hipernatremia e deve-se quase sempre à desidratação pela insuficiente ingestão de água. Os sintomas incluem membranas mucosas secas, sede, agitação, não conseguir descansar, agir irracionalmente e, se a concentração for demasiado elevada, coma ou convulsões. Em casos mais raros, a hipernatremia pode ser provocada por um aumento do consumo de sal juntamente com uma ingestão de água insuficiente, pela síndrome de Cushing, ou pela síntese insuficiente da hormona antidiurética (ADH), doença denominada diabetes insipidus.

 

As concentrações de sódio na urina devem ser avaliadas juntamente com os níveis de sódio no sangue. Com efeito, as concentrações na urina devem reflectir os níveis de sódio no sangue ou ser o oposto. O organismo elimina o excesso de sódio, portanto a concentração na urina pode estar elevada porque esta de encontra elevada no sangue. Os níveis também se podem encontrar elevados na urina quando o organismo perde demasiado sódio. Neste caso, o nível de sódio no sangue seria normal ou baixo. Se os níveis de sódio estiverem baixos devido ao seu consumo insuficiente, as concentrações na urina também se encontram baixas.

 

  • Níveis baixos de sódio na urina podem ser indicativos de desidratação, insuficiência cardíaca congestiva, doença hepática ou síndrome nefrótica.
  • Níveis de sódio na urina elevados podem indicar consumo de diuréticos ou doença de Addison.

 

Os níveis de sódio são muitas vezes avaliados em relação a outros electrólitos e podem ser usados para calcular o hiato aniónico (anion gap) de forma a identificar a causa da acidose.

 

 

Há mais alguma coisa que deveria saber?

Alguns fármacos como os esteróides anabolizantes, corticosteróides, laxantes, antitússicos e contraceptivos orais podem fazer com que os níveis de sódio aumentem. Outros fármacos como os diuréticos, carbamazepina e antidepressivos tricíclicos podem fazer diminuir os níveis de sódio.


Última data modificada06.10.2010