aPTT

Também Conhecido como: Tempo de tromboplastina parcial, PTT, APTT
Nome formal: Tempo de tromboplastina parcialmente ativada (aPTT)
Testes relacionados: PT, Fibrinogen, Thrombin Time, Lupus Anticoagulant, ACT, Coagulation Factors, Contagem de Plaquetas, Cardiolipin Antibodies



O que vai ser analisado?

O tempo de tromboplastina parcial (PTT) é um teste de rastreio que ajuda a avaliar a capacidade de formar coágulos sanguíneos apropriadamente, medindo o tempo (em segundos) para um coágulo se formar num tubo de ensaio quando determinadas substâncias (reagentes) são adicionadas à amostra de plasma. Medindo o tempo que leva para formar o coágulo, o PTT avalia a quantidade e também a função de certos fatores da coagulação que fazem parte da hemostasia.

 

Quando os tecidos ou paredes dos vasos sanguíneos são feridos, ocorre hemorragia e é iniciado um processo chamado hemostasia. Fragmentos de células pequenas, pegajosas, chamados plaquetas aderem e agregam-se no local da lesão. Inicia-se a ativação do sistema da cascata da coagulação, cujos componentes são conhecidos como fatores da coagulação. Através da ativação de uma série de outros fatores, o fibrinogênio (fator I) é convertido em fibrina, um material como um fio com ligações cruzadas para formar uma rede de fibrina que adere ao local da lesão. Esta rede de fibrina, juntamente com as plaquetas, produz um coágulo estável de sangue. Coágulos de sangue são formados por este processo para vedar as lesões de vasos sanguíneos, evitar a perda de sangue e dar tempo para curar áreas danificadas.

 

Cada componente do processo hemostático deve funcionar corretamente e estar presente em quantidade suficiente para a formação normal de coágulos de sangue. Se há uma deficiência em um ou mais desses fatores, ou se os fatores funcionam anormalmente, então, não se forma um coágulo estável e a hemorragia continua. Hemorragia excessiva, externa ou interna, pode levar a episódios graves e eventualmente fatais.

 

Com o PTT, uma amostra é comparada com um intervalo de referência normal. Quando o PTT demora mais do que o normal para coagular, é dito ser prolongado. Um PTT prolongado pode ser devido a uma condição que provoca uma diminuição na quantidade de um ou mais fatores da coagulação, inibição de certos anticorpos, ou disfunção de um ou mais fatores da coagulação. Quando usado para investigar hemorragia ou trombose, o PTT é muitas vezes utilizado em conjunto com o teste de tempo de protrombina (PT). Um médico irá avaliar os resultados dos dois testes juntos para ajudar a determinar a causa da hemorragia ou de trombose.

 

Agora entende-se que os testes de coagulação como o PT e o PTT são baseados no que acontece artificialmente no teste in vitro e, portanto, não refletem necessariamente o que realmente acontece no organismo (in vivo). No entanto, podem ser usados para avaliar determinados componentes do sistema de hemostasia. O PTT especificamente avalia os fatores da coagulação que são muitas vezes referidos como via da coagulação intrínseca e via comum, enquanto o PT avalia os fatores de coagulação que fazem parte das vias extrínseca e comum. (Para saber mais sobre isso, consulte a explicação da cascata da coagulação).

 

Como se obtém a amostra para análise?

Uma amostra de sangue venoso, colhida por agulha de uma veia no braço.

 

É necessário alguma preparação para o teste para assegurar a qualidade da amostra?

Não é necessário nenhuma preparação para o teste; no entanto, uma refeição rica em gordura antes da colheita do sangue pode causar interferência com o teste e deve ser evitada.




Última data modificada04.02.2014

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.